As Startups e o Estado: reflexões sobre a relação entre os entes privado e público em uma nova economia baseada em inovação e tecnologia

Autores

  • Fabio Vinicius de Macedo Bergamo Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB

DOI:

https://doi.org/10.61681/revistasimetria.v1i12.157

Palavras-chave:

Startups, Licitação, Marco Regulatório, Adaptabilidade Organizacional

Resumo

As startups hoje são um tipo de empresa com um modelo de negócios único e que tem ganhado importante espaço na economia nacional. Não obstante, tal crescimento tem motivado a algumas empresas do setor a buscar se tornar um ator ativo no cenário de levar a inovação para a administração pública, quer seja nos governos, quer seja em entidades governamentais. O ambiente regulatório tenta se adaptar a esta nova realidade de negócios, sendo o Marco Legal das Startups e do Empreendedorismo de Inovação um grande marco positivo dentro deste cenário. Contudo, os questionamentos sobre como modelos organizacionais tão distintos construirão uma interdependência em momentos como licitações e parcerias estratégicas começam a aparecer depois de um primeiro momento de atuação conjunta. O presente artigo traz este debate e propõe a emergência de adaptabilidade de métodos e cultura para que haja êxito no alcance dos objetivos dos dois lados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE STARTUPS – ABSTARTUPS. Mapeamento do Ecossistema Brasileiro. Relatório. Disponível em https://abstartups.com.br/mapeamento-de-comunidades. 2022.

BLANK, Steve; DORF, Bob. Startup: manual do empreendedor. Rio de Janeiro: Alta Books, 2014. 572p.

BRASIL. Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976. Lei das Sociedades por Ações.

BRASIL. Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. Institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências.

BRASIL. Lei nº 10.973, de 2 de dezembro de 2004. Lei Nacional de Inovação - dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo e dá outras providências.

BRASIL. Lei Complementar nº 123, 2006. Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte.

BRASIL. Lei Complementar nº 182, de 1º de junho de 2021. Institui o marco legal das startups e do empreendedorismo inovador.

OLIVEIRA, Vitor Cardoso de. A absorção normativa da contratação de startups pela Administração Pública: desafios e perspectivas. Universidade Federal de Santa Catarina. 2021.

MATOS, Felipe. 10 mil startups: guia prático para começar e crescer um novo negócio baseado em tecnologia no Brasil. São Paulo: Mariposa, 2017. 200p.

MARUYAMA, Felipe M. Obstáculos e limitadores das govtechs: uma reflexão necessária para se pensar uma agenda ampla de inovação em governo. Revista GV Novos Negócios, v.9, n.9, p.17-19, 2018.

PEIXOTO, Pedro Ivo. Contratação de soluções inovadoras pela Administração Pública: desafios e caminhos. Soluções. BNDES. Ano 2, Agosto, 2019.

RIBEIRO NETO, Rafael. Desafios na Contratação de Startups pela Administração Pública. Relatório. Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio. 2020.

RIES, Eric. Startup Enxuta: como os empreendedores atuais utilizam a inovação contínua para criar empresas extremamente bem-sucedidas. Rio de Janeiro: LeYa, 2012. 274p.

RIES, Eric. O Estilo Startup: como empresas modernas usam o empreendedorismo para se transformar e crescer. Rio de Janeiro: LeYa, 2018. 367p.

STARTUP RANKING. Countries. Relatório. Disponível em https://www.startupranking.com/countries. 2022.

THIEL, Peter. De Zero a Um: o que aprender sobre empreendedorismo no Vale do Silício. Rio de Janeiro: Objetiva, 2014. 216p.

Downloads

Publicado

28/12/2023

Como Citar

Bergamo, F. (2023). As Startups e o Estado: reflexões sobre a relação entre os entes privado e público em uma nova economia baseada em inovação e tecnologia . Revista Simetria Da Escola Superior De Gestão E Contas Do TCMSP, 1(12), p. 144–154. https://doi.org/10.61681/revistasimetria.v1i12.157

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.