Análise de impactos da covid-19 na cidade de São Paulo por meio de indicadores normalizados

Autores

DOI:

https://doi.org/10.61681/revistasimetria.v1i10.147

Palavras-chave:

Normas NBR ISO 37120:2021/37122:2020/37123, Indicadores, Políticas públicas, Pandemia

Resumo

Em alinhamento com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, as normas NBR ISO dedicadas às cidades e comunidades sustentáveis apresentam indicadores que norteiam sua transformação, bem como a avaliação de seu desempenho em relação aos serviços prestados e à qualidade de vida (NBR ISO 37120:2021), à inteligência urbana (NBR ISO 37122:2020) e à resiliência (NBR ISO 37123:2021). Além de milhões de vidas ceifadas, a pandemia de covid-19 deixou evidentes as fragilidades estruturais de muitas cidades ao redor do mundo. Este artigo teve por objetivo analisar os impactos da pandemia nos aspectos urbanísticos, socioeconômicos e de saúde na cidade de São Paulo, à luz de indicadores referenciados nas normas. Entre outros resultados, constatou-se que os indicadores têm o potencial de fornecer subsídios relevantes aos gestores municipais para a definição e/ou revisão de políticas públicas, sendo importantes instrumentos de planejamento, especialmente em situações de crise sanitária ou catástrofes. Complementados por outros estudos, eles proporcionam uma visão mais aderente à realidade da cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Harmi Takiya

Geóloga, pós-doutoranda no Departamento de Produção da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), é servidora pública da Prefeitura de São Paulo, atualmente no Tribunal de Contas do Município de São Paulo.

Renata Maria Marè

Doutora em Engenharia Elétrica, pela Escola Politécnica da USP, é coordenadora e docente nos cursos de especialização e atualização em Cidades Inteligentes, no Instituto Mauá de Tecnologia.

Iara Negreiros

Doutora em Engenharia e Planejamento Urbanos pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, é secretária da ABNT/CEE 268 “Cidades e comunidades sustentáveis” e consultora associada da SPIn - Soluções Públicas Inteligentes.

Bomfim Alves da Silva Junior

Doutor em Fisiologia Humana pelo Instituto de Ciências Biomédicas da USP, é médico neurocirurgião do Ministério da Saúde do Brasil e da Prefeitura de São Paulo.

Ana Carolina Trugillo

Arquiteta e urbanista formada pela Universidade de São Paulo e especialista em Planejamento e Gestão de Cidades pelo Programa de Educação Continuada da Escola Politécnica. Trabalhou na Prefeitura Municipal de São Paulo e no setor privado.

Fernando Berssaneti

Doutor em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da USP, onde atualmente é professor. Membro do Conselho Curador da Fundação Carlos Alberto Vanzolini.

Referências

ABNT. ABNT NBR ISO 37101:2017.: desenvolvimento sustentável de comunidades: sistema de gestão para desenvolvimento sustentável: requisitos com orientações para uso. Rio de Janeiro: ABNT, 2017.

ABNT. ABNT NBR ISO 37120:2021: cidades e comunidades sustentáveis: indicadores para serviços urbanos e qualidade de vida. Rio de Janeiro: ABNT, 2021.

ABNT. ABNT NBR ISO 37122:2020: cidades e comunidades sustentáveis: indicadores para cidades inteligentes. Rio de Janeiro: ABNT, 2020.

ABNT. ABNT NBR ISO 37123:2021: cidades e comunidades sustentáveis: indicadores para cidades resilientes. Rio de Janeiro: ABNT, 2021.

ABRELPE – Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais. Recomendações para a gestão de resíduos sólidos durante a pandemia de coronavírus (covid-19). São Paulo, 2020.

AKAEZE, O.; NANDWANI, D. Urban agriculture in Asia to meet the food production challenges of urbanization: A review. Urban Agriculture & Regional Food Systems, v. 5, n. 1, 2020. https://doi.org/10.1002/uar2.20002.

ALLAM, Z.; DHUNNY, Z. A. On big data, artificial intelligence and smart cities. Cities, n. 89, pp. 80–91, 2019. https://doi.org/10.1016/j.cities.2019.01.032.

BRASIL. Ministério da Saude. (2020). GeoSES – Conjuntos de Dados – Open Data. Brasília, 2020. Disponível em: https://opendatasus.saude.gov.br/pt_PT/dataset/geoses. Acesso em: 22 jul. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Banco de dados do Sistema Único de Saúde – DATASUS. Brasília, 2020ª. Disponível em: https://datasus.saude.gov.br/. Acesso em: 28 jun. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde CNES – Notas Técnicas. Brasília, 1995. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/cnes/NT_RecursosFísicos.htm. Acesso em: 28 jun. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Perfil epidemiológico dos casos notificados de violência autoprovocada e óbitos por suicídio entre jovens de 15 a 29 anos no Brasil, 2011 a 2018. Boletim Epidemiológico, n. 50, 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n° 1.514, de 15 de junho de 2020. Brasília: Imprensa Nacional, 2020b. Disponível em: https://www.in.gov.br/web/dou/-/portaria-n-1.514-de-15-de-junho-de-2020-261697736. Acesso em: 20 abr. 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. SISVAN – Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional. Brasília, 2021. Disponível em: https://sisaps.saude.gov.br/sisvan/relatoriopublico/index. Acesso em: 21 abr. 2021.

BRASIL. Tribunal Superior Eleitoral. Mulheres representam apenas 12% dos prefeitos eleitos no 1° turno das Eleições 2020. Brasília: TSE, 2020. Disponível em: https://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2020/Novembro/mulheres-representam-apenas-12-dos-prefeitos-eleitos-no-1o-turno-das-eleicoes-2020. Acesso em: 15 abr. 2020.

BURSTEIN, R.; HENRY, N. J.; COLLISON, M. L.; MARCZAK, L. B.; SLIGAR, A.; WATSON, S.; MARQUEZ, N.; ABBASALIZAD-FARHANGI, M.; ABBASI, M.; ABD-ALLAH, F.; ABDOLI, A.; ABDOLLAHI, M.; ABDOLLAHPOUR, I.; ABDULKADER, R. S.; ABRIGO, M. R. M.; ACHARYA, D.; ADEBAYO, O. M.; ADEKANMBI, V.; ADHAM, D.; HAY, S. I. Mapping 123 million neonatal, infant and child deaths between 2000 and 2017. Nature, v. 574, n. 7778, pp. 353–8, 2019. DOI: https://doi.org/10.1038/s41586-019-1545-0.

CASTRO, M.C.; KIM, S.; BARBERIA, L.; RIBEIRO, A.F.; GURZENDA, S.; RIBEIRO, K. B.; ABBOTT, E.; BLOSSOM, J.; RACHE, B.; SINGER, B. H. Spatiotemporal pattern of COVID-19 spread in Brazil. Science, pp. 1-10, 2021. DOI: https://doi.org/10.1126/science.abh1558.

CHEN, Y.; ZHANG, S.; PENG, C.; SHI, G.; TIAN, M.; HUANG, R.-J.; GUO, D.; WANG, H.; YAO, X.; YANG, F. Impact of the COVID-19 pandemic and control measures on air quality and aerosol light absorption in Southwestern China. Science of the Total Environment, v. 749, 141419, 2020. DOI: https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2020.141419.

COMITÊ GESTOR DA INTERNET NO BRASIL (CGI.BR). Desigualdades Digitais no Espaço Urbano: Um estudo sobre o acesso e o uso da internet na cidade de São Paulo. São Paulo, 2019. Disponível em: https://cetic.br/media/docs/publicacoes/7/11454920191028-desigualdades_digitais_no_espaco_urbano.pdf. Acesso em: 3 out. 2020.

COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO (CETESB). QUALAR – Sistema de Informações da Qualidade do Ar – Consultas – Médias Mensais. São Paulo, 2020. Disponível em: https://qualar.cetesb.sp.gov.br/qualar/home.do. Acesso em: 22 abr. 2021.

DA CUNHA, T. A.; DE ALMEIDA FARIA, T. C.; NASCIMENTO, A. C. C. Effects of master plans on infrastructure coverage: São Paulo State as a case of study. Urbe, n. 11, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/2175-3369.011.e20180092.

DELOITTE. Pesquisa: Respostas à crise da Covid-19 – Sumário dos resultados, 2020.

EBESERH... Manual de conceitos e nomenclaturas de leitos hospitalares. Manual SPA/CRACH/DAS n° 1/2016. Brasília: Ministério da Educação, 1, 24, 2016. Disponível em: http://www.ebserh.net. Acesso em: 8 jul. 2020.

ENGIN, Z; VAN DIJK, J.; LAN, T.; LONGLEY, P.A.; TRELEAVEN, P.; BATTY, M.; PENN, A. Data-driven Urban Management: Mapping the Landscape. Journal of Urban Management, v. 9, n. 2, pp. 140-50, 2020.

FLORIDA, R. What We Know About Density and Covid-19’s Spread – CityLab. Bloomberg CityLab, 2020. Disponível em: https://www.bloomberg.com/news/articles/2020-04-03/what-we-know-about-density-and-covid-19-s-spread. Acesso em: 12 abr. 2021.

FOLHA DE SÃO PAULO. Trânsito despenca em SP em meio a quarentena por coronavírus. 17 mar. 2020. Cotidiano – Folha. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2020/03/transito-despenca-em-sp-em-meio-a-quarentena-por-coronavirus.shtml?origin=uol. Acesso em: 12 jul. 2020.

FUNDAÇÃO SISTEMA ESTADUAL DE ANÁLISE DE DADOS (SEADE). IMP – Informações dos Municípios Paulistas. São Paulo, 2020a. Disponível em: http://www.imp.seade.gov.br/frontend/#/tabelas. Acesso em: 19 set. 2020.

FUNDAÇÃO SISTEMA ESTADUAL DE ANÁLISE DE DADOS (SEADE). São Paulo diversa: uma análise a partir de regiões da cidade sobre a Pesquisa Seade. São Paulo, 2020b. Disponível em: https://www.seade.gov.br/wp-content/uploads/2020/01/Pesquisa-SEADE_Aniversario-P_23jan2020.pdf. Acesso em: 12 abr. 2021.

FUNDAÇÃO SISTEMA ESTADUAL DE ANÁLISE DE DADOS (SEADE). Trajetórias ocupacionais: Seade. São Paulo, 2021. Disponível em: https://www.seade.gov.br/produtos2/midia/2021/02/Pesquisa_Seade_Trajetoria_N01_Fev2021.pdf. Acesso em: 12 abr. 2021.

FURMAN CENTER; NYU. Policy Minute: Housing Stability and COVID-19 Recovery – NYU Furman Center, 2020. Disponível em: https://furmancenter.org/thestoop/entry/policy-minute-housing-stabillity-and-covid-19-recovery. Acesso em: 3 set. 2020.

GARIKIPATI, S.; & KAMBHAMPATI, U. Leading the Fight Against the Pandemic: Does Gender ‘Really’ Matter?. SSRN Electronic Journal, 2020. DOI: https://doi.org/10.2139/SSRN.3617953.

GÓES, G. S.; ANTONIO, J.; DO NASCIMENTO, S. Potencial de teletrabalho na pandemia: um retrato no Brasil e no mundo, 2020. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/conjuntura/200608_nt_cc47_teletrabalho.PDF. Acesso em: 8 fev. 2021.

HAMIDI, S.; SABOURI, S.; EWING, R. Does Density Aggravate the COVID-19 Pandemic?: Early Findings and Lessons for Planners. Journal of the American Planning Association, v. 86, n. 4, p. 495–509, 2020. DOI: https://doi.org/10.1080/01944363.2020.1777891.

HASHEM, I.A.T., CHANG, V., ANUAR, N.B., ADEWOLE, K., YAQOOB, I., GANI, A.; AHMED, E.; CHIROMA, A. The role of Big Data in Smart Cities Management. International Journal of Information Management, n. 36, pp. 748-58, 2016.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE) Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD COVID 19. Rio de Janeiro, 2020. Disponível em: https://covid19.ibge.gov.br/pnad-covid/trabalho.php. Acesso em: 1° mar. 2021.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa Nacional de Saneamento Básico. Rio de Janeiro, 2017. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101734.pdf. Acesso em: 22 nov. 2020.

INTERNATIONAL STANDARDIZATION ORGANIZATION (ISO). Business Plan ISO/TC 268 – Sustainable Development in Communities, pp. 1-16, 2013.

KLINTOWITZ, D.; NISIDA, V.; CAVALCANTE, L.; FAUSTINO, D.; LUIZ, O.; KAYANO, J. Trabalho, território e covid-19 no MSP. São Paulo: Instituto Pólis, 2020. Disponível em: https://polis.org.br/estudos/trabalho-territorio-e-covid-no-msp/. Acesso em: 26 jun. 2021.

LIMA, N. T.; BUSS, P. M.; PAES-SOUSA, R. COVID-19 pandemic: A health and humanitarian crisis. Cadernos de Saúde Pública, v. 36, n. 7, 177020, 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311X00177020.

MALHEIROS, T. F., COUTINHO, S. M., & PHILIPPI JR, A. Desafios do uso de indicadores na avaliação da sustentabilidade. In: INDICADORES de sustentabilidade e gestão ambiental. São Paulo: Manole, 2012. pp. 1–29.

MARENGO, J. A., ALVES, L. M., AMBRIZZI, T., YOUNG, A., BARRETO, N. J. C., & RAMOS, A. M. Trends in extreme rainfall and hydrogeometeorological disasters in the Metropolitan Area of São Paulo: a review. Annals of the New York Academy of Sciences, v. 1472, n. 1, pp. 5–20, 2020. DOI: https://doi.org/10.1111/nyas.14307.

MARINO, A.; ROLNIK, R.; KLINTOWITZ, D.; BRITO, G.; MENDONÇA, P. (2020). Simplificação da leitura do comportamento da epidemia no território dificulta seu enfrentamento – LabCidade. São Paulo: Laboratório Espaço Público e Direito à Cidade LabCidade, 2020. Disponível em: http://www.labcidade.fau.usp.br/simplificacao-da-leitura-do-comportamento-da-epidemia-no-territorio-dificulta-seu-enfrentamento/. Acesso em: 2 out. 2020.

MIGLIORE, S. Comunicação pessoal em 15 dez. 2020 da presidente da Abese.

NASCIMENTO, P. M., LIMA, D., ADRIANA, R., SALES DE MELO, A., & CASTIONI, R. Nota Técnica: acesso domiciliar à internet e ensino remoto durante a pandemia. Brasília: IPEA, 2020. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/10228/1/NT_88_Disoc_AcesDomInternEnsinoRemoPandemia.pdf. Acesso em: 1° nov. 2020.

OUR WORLD IN DATA. Coronavirus Pandemic (COVID-19) – the data – Statistics and Research, 2021. Disponível em: https://ourworldindata.org/coronavirus-data. Acesso em: 28 jun. 2021.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO (PNUD). Objetivo 10: Redução das desigualdades. PNUD Brasil, 2015. Disponível em: https://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/sustainable-development-goals/goal-10-reduced--inequalities.html. Acesso em: 26 ago. 2020.

PULIGHE, G.; LUPIA, F. Food First: COVID-19 Outbreak and Cities Lockdown a Booster for a Wider Vision on Urban Agriculture. Sustainability, v. 12, n. 12, 2020. DOI: https://doi.org/10.3390/su12125012.

REDE DE PESQUISA SOLIDÁRIA. Covid-19: Políticas Públicas e as Respostas da Sociedade. 2020. Disponível em: https://redepesquisasolidaria.org/wp-content/uploads/2020/09/boletimpps_23_17agosto.pdf. Acesso em: 12 abr. 2021.

RHODES, A.; FERDINANDE, P.; FLAATTEN, H.; GUIDET, B.; METNITZ, P. G.; MORENO, R. P. The variability of critical care bed numbers in Europe. Intensive Care Medicine, v. 38, n. 10, pp. 1647-53, 2012. DOI: https://doi.org/10.1007/s00134-012-2627-8.

ROUBAUD, F.; RAZAFINDRAKOTO, M.; CASTILHO, M. The municipios facing COVID-19 in Brazil: socioeconomic vulnerabilities, transmisssion mechanisms and public policies. Texto para Discussão, n. 32, 2020.

SÃO PAULO (Município). Indicadores Sociodemográficos População Idosa residente na cidade de São Paulo. São Paulo, 2020a. Disponível em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/direitos_humanos/IDOSO/PUBLICACOES/Indicadores%20sociais%20(2).pdf. Acesso em: 20 nov. 2020.

SÃO PAULO (Município). Informações Projeto City Câmeras. São Paulo, 2020c. Disponível em: https://www.citycameras.prefeitura.sp.gov.br/. Acesso em: 8 ago. 2020.

SÃO PAULO (Município). Observatório Sampa: ObservaSamp. São Paulo, 2020b. Disponível em: https://observasampa.prefeitura.sp.gov.br/. Acesso em: 16 jun. 2020.

SÃO PAULO (Município). Quantitativos. São Paulo: Secretaria Municipal de Subprefeituras, 2020. disponível em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/subprefeituras/amlurb/index.php?p=185375. Acesso em: 14 abr. 2021.

SÃO PAULO (Município). Secretaria do Verde e Meio Ambiente.. PROAURP – Prefeitura da Cidade de São Paulo. Cidade de São Paulo, pp. 1–7, 2013. Disponível em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/meio_ambiente/unid_de_conservacao/index.php?p=3339. Acesso em: 14 abr. 2021.

SÃO PAULO (Município). Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania alerta as mulheres para serviços disponíveis na rede de combate à violência doméstica. São Paulo, 2020d. Disponível em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/direitos_humanos/noticias/?p=305437. Acesso em: 30 nov. 2020.

SENNES, R.; LISBOA, M.; LUZ, M.; LEITÃO, S.; ROCHA, R.; CHIMELI, A.; APPY, B.; ESTEVAN, F.; PAIXÃO, M.; ABRAMOVAY, R.; RIBEIRO, P.; FURRIELA, F.; LATIF, Z. Instituto Escolhas 2 Conselho Diretor, 2020.

SERRA, S. Comunicação pessoal em 15 dez. 2020 da responsável pela Plataforma na GCM.

SMITH, K. F.; GOLDBERG, M.; ROSENTHAL, S.; CARLSON, L.; CHEN, J.; CHEN, C.; RAMACHANDRAN, S. Global rise in human infectious disease outbreaks. Journal of the Royal Society Interface, v. 11, n. 101, 2014. DOI: https://doi.org/10.1098/rsif.2014.0950.

UN-HABITAT. World Cities Report 2020 – The Value of Sustainable Urbanization. Sereal Untuk, v. 51, n. 1, 2020. Disponível em: https://unhabitat.org/sites/default/files/2020/10/wcr_2020_report.pdf. Acesso em: 6 maio 2020.

UNITED NATIONS. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Organização das Nações Unidas, 2020b. Disponível em: https://brasil.un.org/pt-br/sdgs. Acesso em: 12 abr. 2021.

VIANNA, N. A. Poluição do ar em Salvador, Bahia: uma abordagem para tomada de decisão baseada em análise de riscos. São Paulo, 2014. Tese (Doutorado) – Faculdade de Medicinada Universidade de São Paulo. Programa de Patologia, 156p.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Timeline: WHO’s COVID-19 response. 2020. Disponível em: https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/interactive-timeline?gclid=EAIaIQobChMI6pzRjpzI6wIVxASRCh1HWQ3MEAAYASAAEgL4Q_D_BwE#event-115. Acesso em: 14 dez. 2020.

ZORZETTO, R. As razões da queda da vacinação. Revista Pesquisa FAPESP, n. 270, pp. 19-24, 2018.

Downloads

Publicado

16/12/2022

Como Citar

Takiya, H., Maria Marè, R., Negreiros, I., Alves da Silva Junior, B., de Araújo Trugillo, A. C., & Tobal Berssaneti, F. (2022). Análise de impactos da covid-19 na cidade de São Paulo por meio de indicadores normalizados. Revista Simetria Da Escola Superior De Gestão E Contas Do TCMSP, 1(10), 75–96. https://doi.org/10.61681/revistasimetria.v1i10.147

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)